6 de janeiro de 2011

Poema calado

Corre a lágrima,
Comedida,
Disfarçando trôpega
A calada mágoa.

Muitas vezes
A mulher é isso:

Silêncio.

3 comentários:

Flora disse...

Linda poesia!

Anderson Cruz disse...

Oi...
Realmente,linda poesia.
Demorou a postar,mas quando posta é pura beleza.

Abraço.

Idiótica. disse...

A mulher é silêncio, grito, pensamento. Tudo. Concordo com vocês, bela poesia.